Olá, e bem vindo ao blog dos Atrofiadex sobre o livro "Graças e desgraças da corte de El-Rei Tadinho" de Alice Vieira. Estamos a fazer este blog porque gostavamos muito que o nosso colégio fosse uma das 10 escolas do futuro, o grande prémio do concurso Sapo Challenge. Como ler é muito importante, com este blog queremos transportar quem nos visita para o Reino das Cem Janelas. Pelo caminho vão ficar a conhecer melhor a autora deste fantástico livro.

 

.pesquisar
 
.obras de Alice Vieira
Rosa, minha irmã Rosa (1979)
 
Paulina ao piano (1979)
 
Lote 12 - 2ºFrente (1980)
 
Chocolate à chuva (1982)
 
A espada do Rei Afonso (1981)
 
Este Rei que eu escolhi (1983)
 
Graças e desgraças na corte de El-Rei Tadinho (1984)
 
Águas de Verão (1985)
 
Flor de Mel (1986)
 
De que são feitos os sonhos (1986)
 
Viagem à Roda do meu Nome (1987)
 
Às Dez a Porta Fecha (1988)
 
As Mãos de Lam Seng (1988)
 
O que Sabem os Pássaros (1988)
 
As Árvores que Ninguém Separa (1988)
 
Um Estranho Baralho de Asas (1988)
 
O Tempo da Promessa (1988)
 
A Lua não está à Venda (1988)
 
Úrsula, a Maior (1990)
 
Os Olhos de Ana Marta (1990)
 
Macau: Da Lenda à História (1990)
 
Promontório da Lua (1991)
 
Corre, Corre, Cabacinha (1991)
 
Um Ladrão Debaixo da Cama (1991)
 
Fita, Pente e Espelho (1991)
 
A Adivinha do Rei (1991)
 
Leandro, Rei da Helíria (1991) 
 
Rato do Campo, Rato da Cidade (1992)
 
Periquinho e Periquinha (1992)
 
Maria das Silvas (1992)
 
Desanda, Cacete! (1992)
 
As Três Fiandeiras (1993)
 
A Bela Moura (1993)
 
O Pássaro Verde (1994)
 
O Coelho Branquinho (1994)
 
Eu Bem Vi Nascer o Sol (1994)
 
Caderno de Agosto (1995)
 
Se Perguntarem por Mim digam que
Voei (1997)
 
Praias de Portugal (1997)
 
O Gigante e as Três Irmãs (1998)
 
Os Anéis do Diabo (1998)
 
Vinte Cinco a Sete Vozes (1999)
 
Um Fio de Prumo Nos Confins do Mar (1999)
 
Trisavó de Pistola à Cinta e
Outras Histórias (2001)
 
2 Histórias de Natal (2002)
 
Contos e Lendas de Macau (2002)
 
Manhas e Patranhas, Ovos e Castanhas (2003)
 
As Moedas de Ouro de Pinto
Pintão (2003)
 
Eu Bem Vi Nascer o Sol (2004)
 
O Casamento da Minha Mãe (2005)
 
Machadinha e a Menina Tonta e o
Cordão Dourado (2006) 
 
Pesquisado em
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alice_Vieira
 
http://www.instituto-camoes.pt/CVC/contomes/18/escrev
 
em 4/2/2007
 
 
    

Já leu o livro "Graças e desgraças da corte de El-Rei Tadinho"?

Sim
Nao
  
.links úteis

 

 

 

 

 

 

 

.a nossa equipa!
Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2007
Entrevista a Alice Vieira

Alice Vieira é uma das mais importantes autoras portuguesas de livros para crianças e jovens.

As suas obras foram traduzidas para várias línguas, como o alemão, o búlgaro, o basco, o castelhano, o galego, o francês, o húngaro, o neerlandês, o russo e o servo-croata.

Os Atrofiadex não foram ter com ela, mas, com os conhecimentos que temos sobre a sua vida e as suas ideias, criamos uma entrevista imaginária.

---------------------------------------------------------------------------------------

Atrofiadex:             Agora é escritora,

Mas em tempos foi jornalista.

Como é que isso a influencia?

Pode-nos dar uma pista?

                              

Alice Vieira:          Quando se é jornalista,

                               É-se contido a escrever,

                               E isso ajuda um escritor,

                               É bom de ver.

 

                               Ouvem-se muitas histórias,

                               E há sempre alguém que as vê,

                               A escrita fica mais rica,

                               E é bom para quem lê.

 

 

Atrofiadex:             O “Rosa, minha irmã Rosa”,

                               Foi um livro premiado,

                               Como se sentiu na altura?

                               Era um prémio esperado?

                              

Alice Vieira:          A culpa foi toda dela,

                               Da minha filha Catarina, só podia ser,

                               Uma queixa que um dia fez,

                               Que não sabia que mais ler.

 

                               Se já tinha lido tudo,

                               Tínhamos de escrever uma nova história,

                               E na máquina de escrever,

                               Foi nascendo uma vitória.

 

                               Um concurso literário apareceu,

                               E eu enviei o “Rosa, minha irmã Rosa”,

                               O prémio ficou meu,

                               Através daquela prosa.

                              

                               Com o prémio fomos passear,

                               Eu e os meus filhotes,

                               À Grécia fomos parar,

                               E divertimo-nos “ a lotes”.

 

 

Atrofiadex:             O que mais a influenciou,

                               Quando começou a escrever,

                               A lembrar-se das crianças,

                               E do que elas queriam ler?

                               

Alice Vieira:          Hoje em dia, as crianças,

                               Só gostam de jogos de vídeos e de

                               computadores,

                               Ler já não é com elas,

                               E eu queria mostrar-lhes novos amores.

 

 

Atrofiadex:        Quando visita escolas,

                        Conhece muitos alunos.

                        O que aprende com eles?

                        Eles têm novos rumos?

                       

Alice Vieira:      Os jovens que conheço hoje,

                        São diferentes do passado,

                        Cada caso é um caso,

                        E tem de ser analisado.

 

                        Inspiram-me para os livros,

                        Para os fazer mais reais,

                        Cada história é diferente,

                        Tem a ver com questões sociais.

Atrofiadex:        Em todos os livros que escreveu,

                        Muitas personagens inventou,

                        Mas há alguma em especial,

                        Que mais a marcou?

                        

Alice Vieira:      Identifico-me com várias,

                        E utilizo muito os meus amigos e filhos,

                        Transformo-os em personagens,

                        Algumas que se metem em sarilhos.

 

 

Atrofiadex:        Já alguma vez aconteceu,

                        Depois de escrever um conto,

                        Achar que não era bom,

                        E mandá-lo para o Ecoponto?

                       

Alice Vieira:      Já, e deitei-o fora,

                        Já tinha trinta capítulos feitos,

                        Achei que estava na hora,

                        Porque não estavam perfeitos.

 

 

Atrofiadex:        De todos os escritores,

                        Do estrangeiro e de Portugal,

                        Há algum que goste mais,

                        Em especial?

                        

Alice Vieira:      Gosto do Eriço Veríssimo,

                        do José Saramago

                        e da Lídia Jorge,

                        Destes, e de muitos mais,

                        São todos grandes escritores,

                        Mas estes são especiais.

 

 

Atrofiadex:        Para finalizar,

                        Uma mensagem pode deixar,

                        Para os jovens de hoje em dia,

                        Que os possa ajudar?

                        

Alice Vieira:      Não gosto de deixar mensagens,

                        Porque elas não são seguidas,

                        Mas como pedem com muito carinho,

                        Aqui vão algumas oferecidas.

 

                        A mensagem que vos deixo,

                        É que não façam nada por frete,

                        Tudo serve para aprender,

                        Até andar de trotinete.

 

                        Uma pessoa interessada,

                        É sempre muito mais activa,

                        Quer na vida social,

                        Quer até na própria vida.

 

 

Atrofiadex:        E assim lá terminou,

                        A nossa entrevista especial,

                        Os Atrofiadex estão estafados,

                        E vão descansar até ao Carnaval.

---------------------------------------------------------------------------------------

Fotos originais da equipa "Atrofiadex" e colegas da turma 8ºB.

Fontes bibliográficas:

http://www.eb23-diogo-cao.rcts.pt/Trabalhos/9a/entre.htm

http://www.eb23-jorge-barros.rcts.pt/int ernet_8F/entrevistas/entrevista_a_alice_vieira.htm

http://html.editorialcaminho.pt/area_outrasinfos__q1obj__3D67089__q236__q30__q41__q5.htm

http://www.eps-penalva-castelo.rcts.pt/projs/pena_jov/edicoes/1999_06/TEXTOA.HTM

Acedidos em 12/2/2007.

 

estamos mesmo: Cansados
publicado por Atrofiadex às 20:54
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De maria a 14 de Fevereiro de 2007 às 23:18
Eh lá!
Isto está bestial!
Grande entrevista! Sim senhor!
Parabéns!
De Atrofiadex a 16 de Fevereiro de 2007 às 16:09
Muito obrigada. Ainda bem que gostou.
De Anónimo a 17 de Fevereiro de 2007 às 21:49
O vosso blog tá muito fixe! Grande ideia, terem feito a entrevista em verso! Muito porreiro! Continuem assim!
De Anónimo a 17 de Fevereiro de 2007 às 21:53
O vosso blog tá muito fixe! Grande ideia, terem feito a entrevista em verso! Muito porreiro! Continuem assim!
De Anónimo a 17 de Fevereiro de 2007 às 21:54
O vosso blog tá muito fixe! Grande ideia, terem feito a entrevista em verso! Muito porreiro! Continuem assim!
De Anónimo a 17 de Fevereiro de 2007 às 22:14
Ya tá fixe em verso! Gostei do blog
De Atrofiadex a 18 de Fevereiro de 2007 às 13:03
Obrigada a todos. Estamos a fazer o nosso melhor. Fazemos tudo o que for preciso para transformar a nossa escola numa escola do futuro.
De jessica a 23 de Fevereiro de 2007 às 19:56
oioi ...
gosto muito do vosso blog porque esta muito engraçado e bonito e espero que continuem assim.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

oioi ... <BR>gosto muito do vosso blog porque esta muito engraçado e bonito e espero que continuem assim. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>parebens</A> pelo vosso trabalho

Comentar post

.mais sobre nós
.o nosso Colégio

 Colégio do Sagrado Coração de Maria

Fátima


.Março 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.visitexes
Free Hit Counter
.tags

. todas as tags

.as nossas fotos
blogs SAPO
.subscrever feeds